Imperialismo x esquerdistas

Não entendo muito bem quando um homem da ditadura cubana diz que “o império norte-americano” é isso, é aquilo, é aquilo outro. Soa sempre falso, por mais que o camarada se esforce.

Agora, vejam só, Ricardo Alarcon, presidente da Assembléia Nacional de Cuba, diz que o “império” não se “conforma que um metalúrgico se torne presidente”. O metalúrgico é Lula, claro – quer dizer, ele não é metalúrgico deve fazer uns bons 25 anos já.

Está em matéria na “Folha” de hoje, a respeito do Fórum Social Mundial, que acontece em Caracas, na Venezuela (Fórum bancado por quem? Sim, ele, Hugo Chávez).

Alarcon vai além e ainda diz o seguinte: “Temos sempre de enfrentar a distorção e a calúnia dos que controlam os meios de comunicação”.

Se li direito, o camarada junta “imperialismo norte-americano” e imprensa brasileira. Diz que o tal “imperialismo” controla a imprensa (brasileira). O que é, no mínimo, uma coisa idiota e rasteira de se falar.

Bom, ele só esqueceu de dizer que em Cuba não há imprensa livre (e só há um partido, o governo). Fidel controla os meios de comunicação, além de proibir obras literárias e não deixar que ninguém saia do país, se quiser. Tudo pela revolução, claro.

**

Na mesma matéria, Valter Pomar, petista e ex-secretário de cultura de Campinas, diz que “a luta de massas, o fuzil e o voto” são armas legítimas “dependendo das condições históricas” e, cito a matéria, “a ONU (Organização das Nações Unidas) reconhece a ‘rebelião dos povos’ como legítima sob um regime ditatorial.”

O engraçado é que Pomar defende Cuba como uma espécie de modelo. E Cuba, como se sabe, é um regime ditatorial. Pomar estaria incitando os cubanos a pegar nos fuzis e derrubar Fidel e bando?

Não entendo mais nada.

**

E é engraçado ver petistas e adeptos da “revolução cubana” falarem mal do “império”. Quer dizer, não é engraçado: se eles são contra os EUA, têm mais é que falar mal mesmo. Normal.

O duro é quando, no meio das críticas, eles resolvem falar do “injusto” e “criminoso” embargo comercial dos EUA perante Cuba.

Se eles criticam tanto o capitalismo à moda norte-americana, porque diabos querem tanto fazer comércio com eles?

(Publicado originalmente em janeiro de 2006)

Anúncios
Esse post foi publicado em Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s