O direito burguês

“Ao reivindicar o direito burguês de ir e vir, de escolha individual e ao definir os métodos dos estudantes e funcionários como “ditaduras da minoria”, fascismo, totalitarismo, autoritarismo, julgando-os como ações dos “filhos classe média campineira”, muitos de nossos mestres mostram o profundo desconhecimento da situação pela qual passam esses atores.”

Esse pessoal não aprende mesmo. Parece que está na terceira série ainda. Direito burguês de ir e vir? Tá bão, então.

(Em maio de 2007)

Anúncios
Esse post foi publicado em Brasil, Nonsense, Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s