Stones cover

Ainda teimo em considerar a passagem dos Rolling Stones no Brasil de “histórica”. Um bando de velhos sexagenários macaqueando velhos sucessos de mais de 30 anos?

E olha que eu gosto bastante da música deles; mas hoje, sinceramente, não dá, não dá. Não consegui não pensar na palavra “decadência” ao vê-los tocar sábado passado no Rio de Janeiro, para mais de 1 milhão de incautos.

Alguns chegaram ao absurdo de comparar o show a Woodstock. Falam em show “glorioso”, como se fosse glorioso ou honroso tocar aqueles velhos sucessos de sempre. E o público achando o máximo, alguns achando que estavam nos anos 60. Eu achei o show bem morno, na verdade. Previsibilidade total. Pra usar aquele velho dito da crítica musical: um cover de si mesmos.

É muito clichê falar isso, mas vamos lá: os Stones são um belo dum clichê. Isso há uns bons 20 ou 25 anos já.

E as roupas e a “atitude rock” dos tiozões? Ok, pode ser preconceito meu, admito, mas vamos lá de novo: é tudo tão tipicamente adolescente, deprimente, decadente.

(Publicado em janeiro de 2006)

Anúncios
Esse post foi publicado em Música, Nonsense. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s