CartaCapital

Folheei ontem a revista do seu Mino Carta, a CartaCapital. A matéria de capa compara as críticas feitas aos livros didáticos com versões esquerdizadas da história com a queima de livros na Alemanha nazista, pelo que pude entender das chamadas e das fotos (não li a matéria).

Percebo isso na direita, também, às vezes. Quase toda crítica é respondida com um “seu stalinista vagabundo”. Mas a esquerda é mais pródiga nesse quesito. E a CartaCapital ás vezes supera (negativamente) a Veja.

UPDATE: E a CartaCapital é muito engraçadinha. Num editorial, ironiza e diz que o PMDB vez um bem pro governo ao extinguir a pasta do Mangabeira Unger. A mesma CartaCapital que, aliás, publicou um livro do mesmo Mangabeira Unger encartado em uma edição de uns 8 anos atrás. Eu lembro, eu lembro – eu voltava do colégio quando comprei a revista, e o livrinho de brinde.

Anúncios
Esse post foi publicado em Jornalismo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s