É pra saúde

Com a desculpa esfarrapada de compensar as perdas com o fim da CPMF, governo e aliados querem criar um novo imposto: a CSS, a Contribuição Social para a Saúde. O principal argumento é este: com o fim da CPMF, a área da saúde ficou sem grana. A CPMF tributava em 0,38% as operações financeiras – deste porcentual, apenas uma parte era destinada à saúde.

Com a CSS, quer se tributar sei lá mais quantos porcento (0,10%, salvo engano). “É pra saúde, que ficou sem dinheiro graças à oposição que derrubou a CPMF”, dizem os aliados.

Eles só esquecem de dizer que, para compensar o fim da CPMF, o governo aumentou, no comecinho do ano (no dia 2), uma batelada de impostos: aumentou em 0,38% as alíquotas de IOF (para operações de crédito e câmbio) e duplicou o mesmo imposto para operações de crédito a pessoas físicas. Além disso, aumentou de 9% para 15% a alíquota da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) do setor financeiro.

Quer dizer, a CSS é uma cascata enorme. E tem gente que engole, “pois o dinheiro é pra saúde, e com saúde não se brinca”. Pfff, tá bom.

Anúncios
Esse post foi publicado em Brasil, Nonsense, Política. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s